Camisetas do Movimenta Batatais já estão à venda na APAE

A APAE iniciou na última segunda-feira, 2, as inscrições e venda de camisetas para o 4º Movimenta Batatais, que acontecerá no dia 26 de novembro. O lançamento oficial do evento aconteceu na sede da ACE Batatais, no dia 28 de setembro. Toda a renda arrecadada será revertida para as 13 entidades assistenciais batataenses participantes da ação.

Na edição anterior do evento foram arrecadados R$ 82.528,80, destes, R$ 5.367,30 foram destinados para a APAE Batatais. Para esta edição não houve alteração no valor das inscrições que será de R$50. Quem adquirir a camiseta com a instituição ganhará ainda um squeeze personalizado.

Durante os meses de outubro e novembro a APAE realizará ‘blitzes solidárias' na Avenida Dr. Washington Luis, em frente ao Posto Ômega. Quem passar pelo local poderá conhecer o trabalho da instituição e ainda adquirir a sua camiseta.

De acordo com a coordenadora de marketing da instituição, Cristina Brandão, a meta da entidade é superar as vendas do evento anterior e colaborar para que seja um sucesso. "Além de tradicional, a iniciativa única consegue mobilizar toda a cidade em prol das entidades. No caso da nossa instituição, o valor arrecadado será destinado aos serviços oferecidos nas áreas de assistência social, educação e saúde. Contamos, mais uma vez, com a ajuda de todos", finaliza Cristina.

Os interessados em realizar a inscrição e adquirir sua camiseta para participar do 4º Movimenta Batatais devem ir até a sede da APAE Batatais (Rua Coronel Joaquim Marques, nº 959). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3661-6000.

Projeto Kangaroo

A APAE apresentará uma novidade durante a realização do 4º Movimenta Batatais. Trata-se do Projeto Kangaroo - que visa integrar eventos esportivos de corrida com atletas voluntários que se dispõem a conduzir pessoas que utilizam cadeira de rodas durante a prova. A iniciativa de implantar o projeto partiu da professora de educação física da entidade, Nelma Oliveira.

Qualquer pessoa pode candidatar-se para ser um voluntário. A ideia é que não só os alunos da APAE Batatais participem da corrida, mas todas as pessoas da comunidade que fazem uso de cadeira de rodas. "A ideia não é inédita, mas achamos que seria a oportunidade perfeita de inclusão da pessoa com deficiência em uma prova que se tornou tradicional. Nossa intenção é levar esse projeto para outras provas e para um número cada vez maior de pessoas", afirma a educadora.

Uma reunião com outras lideranças locais está agendada para acertar os detalhes e as formas de inscrição dos voluntários e cadeirantes. As regras serão amplamente divulgadas para facilitar a adesão dos participantes.