Fenasucro&Agrocana 2016 destaca usinas híbridas, solução diesel-gás e biometano

Em sua 2ª participação na Fenasucro&Agrocana (Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética), a GasBrasiliano levou para o evento os principais projetos que atualmente desenvolve junto à agroindústria sucroalcooleira. Durante os quatro dias da Feira, os visitantes puderam conhecer o caminhão dual-fuel diesel-gás apresentado pela GasBrasiliano e conhecer estudos de caso de usinas do noroeste do Estado de São Paulo que poderão alcançar maior eficiência energética após adotarem o modelo de planta híbrida.

Exposto na entrada oficial da Feira, o caminhão movido a gás natural foi concebido em parceria com as empresas Convergás e Dimsport. O veículo recebeu, inclusive, visitas das principais autoridades que prestigiaram a Fenasucro 2016, como o governador Geraldo Alckmin, que participou da abertura do evento, e os Secretários Estaduais de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, e de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim.

"Em 2015, nós trouxemos o ônibus com motor dedicado a gás natural e a biometano e, neste ano, trouxemos o caminhão diesel-gás, que é uma solução viável para as frotas das usinas, principalmente por reduzir consideravelmente as despesas com combustível", explica Walter Fernando Piazza Jr, diretor-presidente da GasBrasiliano.

Além de apresentar o caminhão, a GasBrasiliano esteve presente em dois eventos de conteúdo da Feira. Um deles foi a palestra "Gás Natural em Usinas Sucroalcooleiras", apresentada por Celso Bertinotti, engenheiro de gás natural da GasBrasiliano, e Sérgio Guerreiro, pesquisador e membro da Comissão Nacional de Energia Nuclear.

Bertinotti falou sobre todo o processo de pesquisa e desenvolvimento que resultou na criação do modelo de usina híbrida, assim como o potencial de contribuição para expansão da geração de energia com o bagaço de cana por meio de projetos com maior retorno financeiro. Ele citou exemplos de como o gás natural pode contribuir para a maximização dos ganhos do setor sucroenergético.

Já Guerreiro explicou o conceito de usina híbrida e como o gás natural permite novas configurações e a maximização dos resultados. Além de exemplificar como o modelo híbrido permite a expansão da geração de energia elétrica da biomassa de cana, ele citou estudos de caso desenvolvidos em usinas que alcançaram maior eficiência após a inserção de uma baixa quantidade de gás natural em ciclos de seu processo industrial.

Outra palestra da programação foi a diretor-presidente da GasBrasiliano durante o VI Seminário de Bioeletricidade CEISE BR | ÚNICA. Na ocasião, Piazza ressaltou os estudos que a companhia desenvolve com o intuito de maximizar o retorno financeiro das usinas de açúcar e etanol por meio da inserção do gás natural no ciclo de vapor da biomassa.

No mesmo evento, o Secretário estadual de Energia e Mineração João Carlos Meirelles ressaltou as iniciativas voltadas à introdução do biometano na matriz energética do Estado de São Paulo por meio da injeção do combustível renovável na rede de gás natural.

Após o seminário, Eliésio Francisco da Silva, especialista em Regulação e Fiscalização de Gás Canalizado da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (ARSESP), enfatizou a importância do trabalho que a GasBrasiliano tem realizado junto à agroindústria da região noroeste do estado de São Paulo.